terça-feira, 19 de maio de 2009

Nova Multinacional será a Gigante dos Alimentos


A coluna ACONTECEU ! de hoje vai falar sobre uma notícia que está movimentando a economia do país.
Vamos apresentar duas das maiores empresas de alimentos do Brasil, conhecidas e apreciadas por todos:


Empresa: Perdigão S. A. com 59 mil funcionários
HistóricoNegrito: Fundada em 1934 por imigrantes italianos em Videira - SC
Valor de Mercado: 8,2 Bilhões em 2007 e 6,3 Bilhões em 2008
Lucro Líquido: R$ 321 Milhões (2007) e R$ 54 Milhões (2008)



Empresa: Sadia S. A. com 60 mil funcionários
Histórico: Fundada em 1944 por Attilio Fontana com aquisiçao do frigorífico Concórdia em Concórdia-SC
Valorde Mercado: R$ 6,9 Bilhões em 2007 e R$ 3,4 Bilhões em 2008
Lucro Líquido: R$ 689 Milhões (2007) e -R$ 2,5 Bilhões (Prejuízo de 2008)

Brasil Foods
( Sadia e Perdigão Juntas)






Segundo executivo, Brasil Foods buscará crescer no mercNegritoado externo.Perdigão ficará com 68% de participação, enquanto a Sadia terá 32%
A nova empresa foi apresentada por Secches como "a grande multinacional brasileira de alimentos brasileiros processados". Furlan emendou que a BRF poderá ser, no curto prazo, "o maior exportador de carne processada do mundo". A Brasil Foods, entretanto, terá apenas a função institucional, sem a função de substituir qualquer das marcas do grupo.

No esquema desenhado para a fusão, a Brasil Foods será a sucessora da Perdigão. Os acionistas das duas empresas se tornarão acionistas da BRF e a Sadia se tornará, em um primeiro momento, subsidiária da nova empresa. Durante esse período, Sadia e BRF terão conselhos compostos pelos mesmos membros.

Sadia e Perdigão chegaram a trabalhar juntas no início da década na Brazilian Foods, uma associação para o mercado externo que não vingou. Em 2006, a Sadia, então maior, lançou oferta pela Perdigão. Desde então, a Perdigão comprou concorrentes menores e avançou em lácteos, com a incorporação da Eleva e da Batavo, ganhando tamanho.


Marcas e Mudanças
Para apresentar a nova empresa ao público, e assegurar que os produtos que ele conhece continuarão no mercado, a Brasil Foods colocará no ar a partir desta quarta-feira (20) uma campanha publicitária estrelada pela atriz Marieta Severo (do seriado "A Grande Família", da TV Globo).

Já a atual estrela da campanha da Sadia - personagem que zomba das demais marcas - deve perder espaço: "O Juvenal vai embora ou vai mudar de foco", disse o executivo da Sadia. "O tempo da alfinetada acabou, agora é só amor", brincou Nildemar Secches.

"A BRF vai dar a face para os segmentos institucionais. As marcas têm sua vida, sua comunicação própria. Vamos continuar com Perdigão, Sadia, Qualy, Doriana, Batavo", ressaltou o executivo da Perdigão.

"No mercado interno, as marcas hoje e sempre vão continuar. São marcas com um grande conhecimento." "Do ponto de vista comercial, os consumidores não vão sentir nada no dia seguinte, todas as marcas estarão lá", acrescentou Furlan.

No mercado externo, o presidente do Conselho da Perdigão afirma que será feito um estudo para definir qual segmento será explorado por cada uma das denominações.

De acordo com dados divulgados durante a entrevista, Sadia e Perdigão operam cJustificaromercialmente em 110 países. "Quase metade do nosso faturamento vem do exterior", afirmou Secches. A nova empresa já nasce líder em alimentos processados no país, com cerca de 120 mil funcionários.O presidente dos Conselhos de Administração de Perdigão e Sadia, Nildemar Secches e Luiz Fernando Furlan, anunciaram oficialmente em entrevista nesta terça-feira (19), em São Paulo, a criação da Brasil Foods (BRF), resultante da fusão das duas empresas.O presidente dos Conselhos de Administração de Perdigão e Sadia, Nildemar Secches e Luiz Fernando Furlan, anunciaram oficialmente em entrevista nesta terça-feira (19), em São Paulo, a criação da Brasil Foods (BRF), resultante da fusão das duas empresas.




Nova camisa do corinthians já com a Logo Marca da Brasil Foods
A decisão sobre a fusão ainda será tomada pelos executivos de ambas as empresas e deve passar pelos orgãos competentes do governo sobre concorrência. Porém esperoq eu ocorra com sucesso para o Brasil ter mais uma multinacional com potencial que entrará no ranking das maiores empresas de alimentos do mundo.

6 Comentários:

Responder

CARA TAVA ATÉ COM MEDO DE CHEGARA NO MERCADO E ACHAR UMA UNICA MARCA O QUE SERIA DOS PREÇOS E DAS OFERTAS PIRE AI SE NÃO TIVESSE A CONCORRÊNCIA!!!?

MUITO INFORMATIVO TEU TEXTO...

ABRAÇOS!!!

Responder

Parabéns pelo artigo!
Muito interessante quando duas grandes empresas se fundem!
É que elas não tem mais espaço pra crescer, a única maneira é essa!

Responder

Cara, eu ví essa Noticia na Tv, mas não acreditei muito quando soube do acontecido, pois as empresas são uma das Maiores Empresas Jah Vista, crescem sem fazer nenhuma propaganda Extravagante como outras, mas tomará que seja um acordo bem passivo e bem Produtivo.

Com Esses Dois Juntos, quem vai ser a Concorrencia?

Responder

Muito bom o post. Acho bem legal se juntarem.

http://programasinteressantes.blogspot.com

Responder

Qual a cor Do "S" da perdigao ?
eauhueae


http://jairojuniorjampa.blogspot.com

Responder

Seu texto me parece bem otimista, porem eu tenho meu pé atras. A foto dos 2 representates dessas grandes empresas, tão fezlizes, tão satisfeito, me da um pouco de receio.Pois como ja dizia Brizola:" Se é bom pra eles não é bom pra nós"
hgsahsaushushausausasuhsuh!
vamos ver no que vai dar e torcer para que isso seja vantajoso para o povo tambem!


http://debaixodocogumelo.blogspot.com/
FiLoSoFiA SuRReAliSta dE BotEQuIm

Postar um comentário

Um bom blog não se faz pela quantidade e sim qualidade de seus leitores, só comente quando você realmente ler a postagem.

Deixe seu link no final do comentário caso queira me mostrar o seu blog, irei visitar, comentar e se gostar seguirei também.

Siga-me no Twitter: @c_hercules

TOP 10 POSTAGENS MAIS LIDAS

Receba nossos artigos por e-mail:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More